Garantia da Qualidade no Brasil

Resumo:

Qualidade de Software tem sido objeto de atenção por parte de pesquisadores, desenvolvedores e responsáveis por políticas públicas brasileiros pelo menos desde os anos 1990. Muitos estudos e desenvolvimentos técnicos, ações da indústria e medidas de políticas públicas tem sido implementadas como resultado de seu trabalho coletivo e cooperativo. Apresentamos aqui uma compilação e análise pessoal desses eventos, com foco nos estudos, desenvolvimentos e ações coordenados pela Secretaria de Políticas de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (SEPIN/MCTI), bem como em medidas de políticas públicas implementadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em particular, destacamos alguns estudos, programas (PBQP-SW) e modelos para melhoria de processos de software (MPS.BR e CERTICs) produzidos sob coordenação da SEPIN, além de medidas e avaliações de políticas públicas implementadas pelo BNDES (Prosoft e Cartão). Apresentamos relacionamentos e correlações empiricas entre essas ações e tentamos extrapolar nossas análises para projetar o desenvolvimento futuro deste setor.

Palestrante convidado:

Carlos Henrique Cabral Duarte é membro do corpo técnico do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES, 1992-), onde é responsável pelo credenciamento de máquinas, equipamentos, componentes e sistemas médico-hospitalares e de outros setores (2012-). Anteriormente, foi gerente de operações do BNDES (2002-12), tendo sido responsável pelo apoio financeiro a mais de 60 empresas de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), duas das quais listadas atualmente no Novo Mercado da Bovespa. Foi representante titular do BNDES no Comitê Assessor de Tecnologias da Informação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (CATI/MCTI) e suplente no Conselho de Administração da Sociedade Softex (2003-12). Em 2007, sua biografia foi publicada em Marquis Who is Who in the World devido às suas contribuições à indústria brasileira de software. Carlos Henrique também possui uma carreira acadêmico-científica. Trabalhou como professor em instituições brasileiras de ensino superior (1999-2009) e foi pesquisador com bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq (2C, 2001-3). Tem escrito e revisado trabalhos para revistas e conferências científicas, tendo se tornado membro do Comitê de Programa Industrial de eventos científicos (RE 2014-7, co-Chair do RE 2016; ICSEA 2016-7), organizador de workshops (CESI 2015-6, realizado em conjunto com o ICSE 2015-6) e membro de painéis (organizador na RE 2015-6, panelista na ICSE 2014 e RE 2013). Carlos possui os graus de PhD (Imperial College, London, 1999), MSc (PUC-Rio, 1994) e BMath (UFJF, 1992) em Computação. É membro sênior do IEEE, Computer Society (S1990,M1998,SM2012).